Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Bruna Farias

15 coisas a considerar antes de abrir um negócio

Começar um negócio pode ser uma ideia motivadora, especialmente para empreendedores de primeira viagem ou empregados que estão cansados ​​do trabalho das 8h às 17h. É encorajador começar um negócio quando você pensa sobre a liberdade de não trabalhar 8 ou 9 horas por dia em um escritório confinado e não ter que se reportar a um chefe e a possibilidade de lucro maior.

Começar um negócio é uma boa decisão, no entanto, também pode ser estressante, desafiador e não tão simples quanto parece.

Quando você abre sua própria empresa, você começa a fazer muitos empreendimentos comerciais. Alguns conseguem, outros não. Além disso, é preciso trabalhar na gerência da sua empresa e atender aos processos de negócios internos de vários clientes. E com essa experiência, há muitas empresas prosperam enquanto outras não. Com certeza muitos começam um negócio, mas poucos obtêm sucesso que irá durar.

Estamos escrevendo este artigo para compartilhar com aspirantes a empreendedores, quais são os pontos a se considerar antes de entrar no mundo dos negócios. 

1. Natureza do negócio

A primeira coisa que você precisa pensar é o que você vai oferecer. O que você vai vender no seu negócio? Em geral, é possível optar por fornecer o seguinte: serviço, vendas ou manufatura.

 

  • Serviço: Pode ser vender tempo e experiência, como profissionais de assistência técnica, eventos, entrega em domicílio, marketing etc; ou também podem ser restaurantes, quiosques de alimentação, transporte, salão de beleza, spa, etc.
  • Vendas: Também conhecido como varejo, atacado, comércio ou distribuição. Compra e venda de mercadorias. Exemplos são supermercados e lojas de departamento, pontos de venda, revendedores online, etc.
  • Fabricação: Combina matéria-prima, mão de obra e uso de equipamentos, para depois transformá-los em um produto vendável. Por exemplo, fabricantes de carros, gadgets, roupas, bolsas, itens essenciais para o dia a dia, etc.

2. Cliente-alvo

Ter um serviço ou produto para vender não o tornará lucrativo se não tiver clientes que o comprem.

Se você planeja abrir um negócio e sabe o que vender, antes de começar, estude se há mercado para ele. Identifique quem são seus clientes. Lembre-se do ditado, um produto ou serviço para todos é um produto ou serviço para ninguém.

3. Localização

Em muitos eventos de negócios de que participei, sempre ouço este conselho “a localização é tudo”. “Localização, localização, localização”.

Certifique-se de identificar ou procurar a melhor localização para o seu negócio. Seu negócio deve ser visto por seu cliente-alvo ou pelo menos perto dele.

4. Formação

Depois de identificar o que vender, para quem vender e onde vender, agora pense em como você formará o negócio. Você pode escolher em sociedade unipessoal, parceria ou corporação.

  • Propriedade individual – Você é o único proprietário do negócio.
  • Parceria – Você pode dividir o negócio com outra (s) pessoa (s), que você chamará de parceiras. Você precisa de pelo menos duas pessoas para formar parceria.
  • Corporação – Você pode se registrar como One-Person Corporation (OPC) ou dividir o negócio com dois (2) ou mais indivíduos.

5. Capital

Capital é a quantia ou valor que você precisa colocar no negócio para começar e operar. Pode ser em dinheiro ou não. Para saber quanto capital você precisa, liste todos os gastos possíveis que você precisa fazer para iniciar e operar, como ativos para comprar, reforma, pagamentos de arrendamento, despesas operacionais, etc.

6. Requisitos de ativos

Ao iniciar um negócio, planeje os ativos que precisará para operar. Isso pode incluir o seguinte exemplo: computadores, equipamentos, móveis, veículos, etc. Liste não apenas o item, mas também a quantidade e o preço.

7. Aluguel, reforma e melhorias

O próximo item a ser considerado é se você vai alugar um espaço. Quando alugam, normalmente os locadores exigem aluguel adiantado e depósitos de segurança que são iguais a três (3) a seis (meses) de aluguel mensal. Além disso, os espaços para locação geralmente estão vazios e requerem renovação e melhorias. Considere esses custos em seu plano de negócios. Nos tempos de pandemia muitas pessoas escolheram trabalhar online, isso pode ser uma opção para você dependendo do seu nicho. Escolha sua forma de trabalhar e adicione os custos no seu plano de negócio.

8. Fornecedores

Identifique os fornecedores em potencial necessários para produzir o serviço ou os bens que você venderá. Considere seu preço, localização, confiabilidade e horário de funcionamento.

9. Despesas operacionais

Identifique e liste todas as despesas ou gastos de que você precisa para operar o negócio, como salário, aluguel, material de escritório, serviços públicos, etc. Considere os custos mensais em seu plano de negócios. Esta etapa também é importante em sua exigência de capital porque normalmente você tem que manter pelo menos seis (6) meses a um (1) ano de gastos mensais como capital.

10. Contratar pessoas ou terceirizar

Na nossa experiência, a gestão de pessoas é uma das tarefas mais difíceis para os proprietários de empresas. Essa pode ser a razão pela qual a terceirização está em alta. Se você planeja começar um negócio, inclua em sua consideração se irá contratar pessoas ou apenas terceirizar. Se você decidir contratar, considere o salário e outras regulamentações governamentais que você precisa cumprir, como DOLE, SSS, PHIL HEALTH & Pag-ibig. Se você pretende terceirizar, considere a experiência e a confiabilidade da empresa para a qual irá terceirizar.

11. Registro

Depois de considerar todos os requisitos de capital e despesas, antes de começar a operar, certifique-se de ter os registros necessários para legalizar seu negócio. No mínimo, você deve ter DTI ou SEC, Barangay, Mayor e BIR. Se seus funcionários se cadastrarem no SSS, PHIC e HDMF.

12. Conta bancária para o negócio

Considere abrir uma conta bancária separada para sua empresa. Isso simplifica a manutenção de registros e evita misturar o seu pessoal com o do seu negócio, especialmente se você for um único proprietário. Ao escolher um banco, ele deve estar acessível e disponível.

13. Marketing

Raramente uma empresa vende sem um bom plano de marketing. O marketing é um dos principais fatores para o sucesso e o fracasso das empresas. Escolha a plataforma de marketing certa para o seu negócio.

14. Conformidade governamental

De acordo com o site saiba.pt, outro item importante a considerar, mas frequentemente negligenciado, é o relatório do governo que você precisa cumprir todos os meses, trimestrais e anuais. Já vi muitos negócios terem sucesso, mas depois enfrentaram penalidades governamentais devido à negligência neste importante item. As conformidades com o governo incluem, no mínimo, apresentação e pagamento de impostos, contribuições SSS / Philhealth / Pag-ibig. Bem como o pagamento anual da licença de Barangay e do prefeito.

15. Análise Contábil e Financeira

Por último, mas não menos importante, ao abrir um negócio, certifique-se de ter um processo confiável de contabilidade e relatórios financeiros. A contabilidade é a linguagem dos negócios. Para saber o que realmente está acontecendo em seu negócio, você deve ter um sistema confiável de contabilidade e relatórios financeiros.

Espero que este artigo tenha fornecido alguns insights sobre os itens fundamentais que você precisa considerar ao iniciar e administrar uma empresa. Sinta-se à vontade para compartilhar sua experiência e visão na caixa de comentários abaixo.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.