Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Bruna Farias

Branding: o que é e como utilizar a favor da empresa

O conceito de branding tem sido cada vez mais aplicado por empresas de diversos portes, com o objetivo de destacar a marca no mercado e ficar na mente dos clientes, garantindo uma identidade muito mais completa e que dialoga com o público.

O mercado está em constante movimentação, e um dos mais recentes tem feito as companhias repensarem completamente suas estratégias.

A principal delas é ser vista pelo público. É preciso compreender todo o seu potencial para conseguir atingir as pessoas certas e alavancar as vendas, e isso é possível quando você estrutura sua empresa para apresentar uma identidade única.

A tecnologia e a facilidade em consumir produtos e serviços têm criado algumas necessidades especiais. Hoje, uma empresa que oferece os serviços de controle de acesso biometrico precisa estar bem posicionada para crescer.

Com cada vez mais concorrentes surgindo, a competição acaba se tornando muito complicada. Por isso, é importante pensar em maneiras de se destacar, e a identidade da empresa deve ser o primeiro ponto a se estruturar.

Esse conceito de apresentar a imagem, não só em questão de cores e logotipos, mas tudo que envolve sua marca como uma entidade, é conhecido como branding.

Algumas das grandes empresas multinacionais já têm aplicado este conceito há um tempo. Entretanto, nos dias de hoje, até uma pequena empresa de entrega motoboy pode se favorecer com este conceito.

É bem provável que a simples união de cores em uma imagem o faça pensar imediatamente em algumas marcas. Isso acontece porque as ações de branding tomam uma proporção enorme, atingindo diversos públicos.

Então, estas cores se tornam sua bandeira, um elemento visual de destaque imediato, o que é muito importante para qualquer empresa que deseja se manter competitiva.

Esse conceito tem cada vez mais se popularizado, e deixado o elitismo das grandes corporações.

Hoje, é possível compreender os conceitos de branding para empresas de qualquer porte, auxiliando-as a conseguir melhores resultados e uma compreensão completa de todo o potencial que a empresa possui.

Afinal, o que é branding?

O branding é o conceito de gestão de todas as estratégias que envolvem a marca de uma empresa. Até mesmo um caderno de anotacoes personalizado distribuído como brinde pode ajudar a estimular o conhecimento em sua marca.

Isso inclui um bom planejamento para que o impacto visual de sua marca atinja bons resultados, bem como a criação de elementos de sua identidade visual.

O objetivo principal do branding é fazer com que os clientes identifiquem imediatamente sua marca quando entram em contato com ela.

Todos estes processos são fundamentais para uma boa gestão de marca, identificando pontos que precisem de reparos ou que precisem ser reimaginados para adquirir um tom mais amistoso com os usuários, uma marca que se mostra interessante e diferente.

Além disso, o branding é responsável por passar informações importantes através do visual de sua marca.

Através deste conceito de branding, você deve explorar sua missão, visão e valores de forma estratégica, pensando em questões de futuro e o quanto pode usufruir destes conceitos para conquistar mais clientes.

O conceito de marca

A marca é um conceito muito mais amplo do que um símbolo, mascote ou logomarca. Ele extrapola até mesmo os conceitos de identidade visual.

A marca é todo o conjunto de experiências e sentimentos que podem ser transmitidos de sua organização para o público. Quando você vende uma impressora de banner industrial, é preciso vender junto a experiência que ela oferece.

A marca é um conceito que parte do micro para o macro. Tratam-se de experiências individuais que começam a encontrar familiaridade, criando um conceito único para a empresa.

A marca está sempre em um ambiente muito mais complexo, explorando possibilidades e encontrando recursos importantes no relacionamento entre consumidor e empresa. Ela se apropria de contextos:

  • Sociais;
  • Culturais;
  • Econômicos;
  • Psicológicos.

Toda e qualquer interação entre os consumidores e uma companhia acabam fortalecendo o conceito da marca. Por isso, o branding é uma estratégia que se faz fundamental mesmo para uma fabricante de uniforme empresa feminino.

Esse tipo de recurso é impossível de controlar completamente, então, é necessário pensar em formas de se estruturar e aproveitar o melhor que estas relações têm a oferecer, conquistando uma posição muito melhor frente à concorrência.

Quando você consegue imprimir sua marca no mercado, já está um passo à frente de muitos concorrentes. Diversas empresas acabam caindo no esquecimento por não conseguirem se impor corretamente e aproveitar este recurso com qualidade.

A marca diferencia uma empresa por estampar seus valores, criando uma identificação imediata com o público.

As pessoas se sentem confortáveis ao procurar algo que dialogue diretamente com elas. Por isso, até mesmo uma empresa com estacao de trabalho com divisoria pode compreender o branding como um diferencial, criando engajamento com o público-alvo.

Como fazer um bom branding?

O conceito de gestão de marca não é novidade para nenhum empresário, mas muitas companhias acreditavam que esse tipo de recurso ficava restrito às grandes empresas.

Entretanto, os novos modelos de mercado, sobretudo com o avanço da internet e a necessidade de uma transformação digital, deram a entender que qualquer negócio precisa conseguir se posicionar bem no mercado para conseguir um bom retorno.

Por isso, criar uma identidade forte e relevante no mercado passou a se tornar uma prioridade importante para qualquer empresa que queira se manter ativa. 

As estratégias de branding precisam de uma boa estrutura para serem efetivas, sendo algumas delas:

1 – Pensando em um propósito

Qual o motivo de sua empresa existir? Por que você precisa apresentar seu conteúdo e as pessoas consumirem o mesmo? Esse tipo de questionamento é fundamental para a compreensão de como posicionar sua marca no mercado.

O propósito é um momento de autorreflexão que você impõe, lembrando-se dos motivos que o fizeram criar a empresa. Uma creche escola parque imperial, por exemplo, pode ter como propósito apresentar educação de qualidade.

O que os fundadores desejavam no momento da abertura? Logo, entender os principais motivos para sua criação é de vital importância para uma marca.

2 – Manifesto de compromisso

Um propósito é importante para que a marca seja respeitada, mas é preciso ter ações para que esse propósito seja cumprido. Quando você fica apenas no campo das ideias, é comum que as pessoas aos poucos percam o interesse na marca.

Por isso, é fundamental entender e aproveitar todos os recursos que estão à sua disposição, criando uma identificação do consumidor com a empresa através de ações diretas que podem ter um forte impacto em suas vendas.

Assim, um escritório de avaliacao patrimonial a valor de mercado se manterá fiel a seu compromisso ao aplicar os conceitos de seu propósito corretamente.

O compromisso deve ser algo concreto, falado pela empresa constantemente. É uma manifestação de promessa de que o propósito elaborado pela marca será cumprido.

3 – Estabeleça um posicionamento

O mundo está cada vez mais polarizado. Por isso, os consumidores esperam posicionamentos e firmeza das marcas que desejam consumir. O tempo de ser isento em questões culturais ficou no passado.

Por isso, é necessário ter em mente seus objetivos enquanto empresa para que eles se alinhem a seus posicionamentos sociais e culturais, apresentando um conteúdo assertivo que se vincula com o público-alvo que você está tentando alcançar.

O posicionamento de uma marca é fundamental para que ela se torne mais humana. As pessoas hoje buscam um contato mais afetivo e menos automatizado quando estão encontrando marcas que possam ser úteis para eles.

4 – Ter uma identidade visual forte

Um dos principais elementos do branding é sua identidade visual. É importante que você utilize todas as ferramentas à sua disposição para que a marca seja lembrada e identificada. 

Uma identidade forte e de fácil identificação é fundamental para um bom resultado.

Um dos pontos a se levar em conta é a escolha de cores para compor sua identidade visual. É preciso tomar cuidado para não utilizar cores que já são usadas por empresas muito grandes.

Em primeiro lugar, este tipo de recurso é altamente antiético. Além disso, existem grandes chances de sua empresa ser engolida pela marca maior, já que as pessoas não conseguirão identificar sua marca dessa maneira.

Outro ponto de destaque para você se atentar é com a tipografia utilizada. Esse recurso é muito importante para as pessoas identificarem o tipo de escrita usada em sua logomarca, bem como nos recursos que utilizará.

É muito comum que a maioria das marcas possuam uma fonte primária, que será utilizada no logotipo da empresa e que represente-a diretamente, e uma fonte secundária, que será utilizada em comunicação escrita e outros recursos que precisem de mais texto.

Considerações finais

O branding é uma ação essencial para qualquer empresa nos dias de hoje se colocar corretamente no mercado. As ações acabam sendo imprescindíveis para criar um ambiente adequado para o crescimento.

Uma companhia que sabe utilizar sua marca a seu favor tem um grande potencial de engajamento com seu público, alcançando um status muito mais favorável que empresas que não possuem uma personalidade para a marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.