Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Marketing Digital Diego Bini

O que é moodboard e quais seus benefícios?

Pensar em estratégias tanto de marketing direto, quanto de marketing indireto exige ferramentas específicas. O moodboard é uma dessas ferramentas.

Usado mais comumente na área de design, o moodboard é um conjunto de elementos que definem uma marca.

Esses elementos podem ser fotos, ilustrações, vídeos, cores e fontes, entre outros, para definir o estilo da empresa de forma ampla.

O moodboard também é conhecido como painel semântico, prancha de temperamento ou painel de humor.

É ideal para mapear estratégias de email marketing e composição de sites.

A seguir, leia mais sobre como fazer um moodboard.

Como fazer um moodboard

Para fazer um moodboard efetivo é preciso conhecer seu público e o segmento de mercado em que se insere seu produto.

Qual é o estilo da sua marca?

Saber qual é o estilo da sua marca é o primeiro passo para compor um moodboard. Se sua empresa é voltada para o público jovem, é adequado ter um moodboard com cores vibrantes, por exemplo.

Essa definição de estilo pode ser identificada já na identidade visual do projeto. Nesse caso, o moodboard servirá como complemento a ela.

Cores e texturas

As cores e texturas são partes fundamentais da identidade visual de uma marca. Elas definem o tom do produto e podem virar sinônimo dele.

É adequado contratar profissionais de design para trabalhar nessa etapa do moodboard.

Ter conhecimento sobre psicologia das cores, ou seja, o efeito que determinadas cores têm sobre as pessoas, é um grande diferencial na hora de pensá-las para o seu projeto de marketing.

Fontes e iconografia

Juntamente com as cores, as fontes e os ícones são parte da identidade visual de qualquer empresa.

Uma fonte não pode ser uma escolha arbitrária ou puramente estética. Ela deve refletir todas as características da empresa e passar conforto e confiança para o consumidor.

Também é indicado contratar um designer para selecionar uma fonte ou desenvolver uma nova fonte, se for necessário.

Esses são aspectos essenciais da composição de um moodboard. Saiba mais sobre os pontos fortes dessa ferramenta abaixo.

5 benefícios de fazer um moodboard

Fazer moodboards vai além das escolhas estéticas de um projeto. Também envolve a dinâmica da equipe, as expectativas dos clientes, a coesão das campanhas de marketing de conteúdo, as ferramentas usadas e os resultados obtidos.

 

1 – Dinâmica da equipe

Com um moodboard bem delineado, a equipe tem uma visão mais definida sobre quais decisões tomar em relação à identidade visual de produtos e ações de marketing.

Isso evita divergências de ideias e estagnação criativa. Se todos estão de acordo com os elementos do moodboard, o trabalho flui mais coeso.

2 – Expectativas dos clientes

Como em toda estratégia de inbound marketing, a opinião do cliente é fundamental para basear as decisões da equipe.

Possuindo as tendências do público mapeadas, é preciso refleti-las no moodboard para ter uma boa noção de como se comunicar com elas.

Isso garante que sua marca tenha uma presença expressiva no imaginário do cliente, seja por meio das redes sociais ou das campanhas de marketing.

3 – Campanhas de marketing

O moodboard é ideal para pensar os elementos visuais das campanhas de marketing da sua empresa.

Como foi dito anteriormente, definir as cores e texturas que identificarão sua marca é primordial para construir uma imagem duradoura no mercado.

Por meio do painel semântico é possível integrar todos esses elementos para compor uma identidade consistente.

4 – Ferramentas

Existem ferramentas cujo uso pode ser decisivo na hora de fazer um moodboard. Algumas delas são:

  • Photoshop;
  • Canva;
  • Pinterest;
  • InVision;
  • Niice.

Essas plataformas (todas online, exceto o Photoshop) permitem que o usuário reúna imagens em um mesmo documento e o envie para quem quiser.

São ferramentas que facilitam a composição do painel semântico, pois contam com um banco de imagens vasto e funcionalidades variadas.

5 – Resultados

É preciso levar em consideração os resultados de campanhas passadas. Afinal, é a partir deles que a empresa pode identificar acertos e erros e se manter em uma crescente.

Por exemplo, se uma campanha feita por Twitter Ads obteve pouco engajamento enquanto a mesma campanha foi um sucesso no Facebook, significa que a comunicação da empresa no Twitter deve ser modificada.

Esse processo de modificação pode ser feito de forma mais clara e efetiva através de um moodboard. Por meio dele, a recepção do público é vista de forma ampla e a tomada de decisões é facilitada.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.