Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Dicas Guest Post Marketing Digital Bruna Farias

Entenda como deve ser feito o planejamento de marketing do seu e-commerce

No cenário atual em que o comércio varejista se encontra, a estruturação de um planejamento de marketing do seu e-commerce se torna imprescindível para o desempenho da marca.

Mais ainda, é uma ação aplicável dentro dos parâmetros que as ferramentas digitais proporcionam aos empreendedores, promovendo um melhor desempenho e integração com outras áreas, como setor de vendas e atendimento ao cliente.

Todas as empresas que estão voltadas para o comércio eletrônico devem planejar as melhores estratégias de marketing e, consequentemente, atrair e reter os clientes de alto valor no meio online.

Sem um planejamento de marketing do seu e-commerce, inclusive com a aplicação de KPIs (Key Performance Indicator), os indicadores-chave de desempenho, o crescimento sustentável do negócio comercial tende a ser inibido por diversos fatores.

Planejamento de marketing ideal para seu e-commerce

A formalização de um planejamento de marketing do seu e-commerce tende a direcionar o tráfego de usuários de internet para um site, e assim convertê-los em leads, ou seja, potenciais clientes. 

O planejamento de um escritório de assessoria contabilidade, por exemplo, deve especificar como pretende utilizar os canais de marketing do comércio eletrônico em si, conforme as prioridades e características únicas do negócio, bem como o interesse dos usuários.

Já as ações podem ser feitas considerando estratégias voltadas para o inbound marketing, que trata de 4 pontos específicos e necessários: atração; conversão; vendas; e encantamento. 

Com um planejamento integrado e alinhado à visão de negócios, de maneira consistente e com uma abordagem omnichannel, a sua empresa pode esperar resultados satisfatórios ao longo do tempo.

Como empreendedor, você pode obter acesso a caminhos de aprendizado, que auxiliarão nos processos de criação de um planejamento de marketing do seu e-commerce, empregando práticas recomendadas por profissionais que ajudam no trajeto de implementação. 

O que deve conter esse planejamento de marketing?

O planejamento de marketing do seu e-commerce, seja voltado a prestar serviços de contabilidade preços ou mesmo para a venda de uniformes empresariais, não precisa ser um relatório complexo, recheado de meandros que tornam a implementação algo difícil de ser colocada em prática. 

O desenvolvimento pode ser vinculado aos objetivos SMART, que tratam de 5 pontos importantes e que serão destacados a seguir:

1. Específico (Specific)

Aqui, os detalhes nas informações podem ser suficientes para identificar problemas e oportunidades. 

Assim, o objetivo se torna mais detalhado, conforme se identifica a mensuração de problemas e oportunidades que o mundo real oferece ao empreendedor e ao empreendimento em si. 

Para isso é fundamental definir objetivos de forma específica, o que também facilita no desenvolvimento de planos de ações intermediárias para concluir a estratégia, como aumentar o número de clientes em 10% em 3 meses.

 2. Mensurável (Measurable)

O segundo ponto trata de atributos que podem ser quantitativos ou qualitativos, e que podem ser aplicados para criar uma métrica dentro das características que a empresa apresenta como um todo, facilitando o acompanhamento dos resultados e permitindo melhorias nas estratégias.

3. Acionável (Actionable)/ Alcançável

A captação de dados e informações, por meio do inbound marketing, por exemplo, podem e devem ser usadas para melhorar o desempenho das vendas e orientar os profissionais em uma mesma direção.

Mas lembre-se que para ser uma ação verdadeiramente efetiva, é fundamental que as metas e desafios traçados sejam realmente possíveis de serem alcançados, motivando os profissionais e garantindo bons resultados.

5. Relevante (Relevant)

As informações captadas devem ser aplicadas para problemas específicos apresentados pelos leads.

Pode ir além, como dados que ajudam em problemas encontrados pelos profissionais de marketing, que buscam a melhor forma para a divulgação da marca, dos produtos e serviços oferecidos para o mercado consumidor. 

6. Temporal (Time-bound)

Os objetivos devem ser definidos para diferentes períodos da empresa, para campanhas diversas e que estejam de acordo com as necessidades de divulgação para o público-alvo,  ou mesmo para períodos com metas que podem ser revistas. 

Essencialmente, o planejamento de marketing do seu e-commerce deve seguir essa estrutura de objetivos SMART, visto que traz planos mais efetivos e embasados.

Contudo, as ações podem ser expandidas conforme for mais adequado para o negócio, estágio estrutural ou categoria que necessita de ajustes e relevância.

Ao documentar essas áreas, é possível entender como o marketing digital está no centro do sucesso dos seus negócios.

O planejamento de marketing no papel

Para alcançar o sucesso do marketing digital em um mercado que tende a crescer cada vez mais, o primeiro passo deve estar dentro do planejamento orientado por objetivos específicos e nutridos por dados e informações essenciais. 

O planejamento de marketing do seu e-commerce pode ser dividido em 5 etapas, formando uma estrutura que visa alcançar, interagir, converter e engajar o maior número de clientes de alto valor, ou seja, aqueles que realmente finalizam uma compra e divulgam para amigos e familiares.

1. Avalie a situação atual do planejamento

Há perguntas que precisam ser feitas ao iniciar um planejamento, de modo que ele se torne mais eficaz. Alguns exemplos são:

  • Quais canais de comunicação funcionam melhor? 
  • Qual a taxa de crescimento empresarial? 
  • Onde seu negócio poderia ter sido melhor? 
  • Onde pretende chegar com a marca?
  • Quais oportunidades foram perdidas ou não percebidas?

Comece o planejamento avaliando o desempenho em períodos anteriores. 

Para criar uma estratégia de marketing eficaz, você deve, primeiro, ter uma boa ideia do que está funcionando como um ponto forte, além de conhecer os pontos fracos e que precisam de ajustes.

De forma objetiva, você deve ter uma visão da empresa, mercado e das atividades dos concorrentes. 

Ao fazer isso, é possível destacar as áreas de foco do planejamento de marketing do seu e-commerce e seus principais diferenciais, e assim criar metas acionáveis e mensuráveis. 

2. Aumente seu público-alvo

É preciso desenvolver um cronograma de crescimento, e estratégias para alcançar novos clientes. 

Essa tarefa envolve a conscientização da marca e dos produtos e serviços oferecidos para o público-alvo. 

Afinal, ninguém pode comprar do seu comércio eletrônico se não souber que ele está à disposição em formato de loja virtual, ou dentro de um marketplace. 

As táticas de topo de funil fazem parte do planejamento de marketing, e devem ter como foco alcançar diversos potenciais clientes, e isso pode ser feito por meio do uso de outros sites e até mídia offline.

Dessa forma, é possível direcionar o tráfego para sua própria empresa em diferentes plataformas, como:

  • Blog;
  • Loja virtual
  • Redes sociais;
  • Site corporativo.

As parcerias comerciais são um ponto de partida que fazem a diferença, pois aqui é possível segmentar por nicho, conforme os produtos e serviços oferecidos para o mercado consumidor. 

Ou seja, é possível maximizar o alcance utilizando canais de comunicação e campanhas planejadas, permitindo a criação de diferentes interações, por meio de pontos de contato com anúncios pagos, orgânicos e com o engajamento de clientes fidelizados. 

Em tempos em que as compras digitais estão em alta, a estratégia de marketing de e-commerce significa estar presente nos canais certos, com as mensagens mais adequadas, e que funcionam para atrair os leads. 

Sem alcance, você nunca preencherá seu funil de marketing, porque ninguém saberá sobre sua empresa. 

3. Interações imediatas e captação de assinantes

Para descobrir quais canais e conteúdos funcionam melhor para chamar a atenção do público-alvo, e o que os faz agir, é preciso incentivar interações que resultarão na geração de leads.

Essa parte do planejamento se concentra na criação de interações com o conteúdo, em vez de considerar apenas conversões nesse ponto do funil.

Assim, o marketing do meio do funil trabalha para posicionar a empresa e evidenciar suas possíveis soluções, seja o aluguel de empilhadeira ou a automatização de uma residência.

Com isso, a marca pode se posicionar como o melhor fornecedor ou comércio online. Ou seja, aquele que vai atender às necessidades dos potenciais clientes. 

Assim, é preciso planejar atividades a médio e longo prazo, com orçamentos e KPIs apropriados, especificamente aqueles voltados para o meio do funil. 

4. Concentre-se na conversão

Para converter um lead para a venda, é preciso implementar atividades persuasivas junto ao público-alvo, e assim dar o próximo passo para transformar os leads em clientes pagantes. O fundo do funil analisa esse processo final, gerando a conversão. 

A mudança de hábito de compra, do presencial para o digital, exige uma experiência personalizada. 

Isso pode ser proporcionado ao conhecer melhor os clientes, o que pode ser feito por meio de landing pages dinâmicas e marketing omnichannel.

Essas táticas oferecem uma variedade de técnicas de conversão, como o uso de e-mail marketing com oferta de orçamento obra residencial, chatbots, até demonstrações de produtos e navegação móvel otimizada.

Vale lembrar que o pagamento pode ser feito por meio de transações de e-commerce online ou outros canais e plataformas que podem ser estabelecidas pela marca.

A jornada do cliente não é linear, e análises profundas sobre os dados do cliente se mostram essenciais para entender o caminho até a finalização da compra. 

Como empreendedor, você deve considerar isso como parte de uma estratégia de marketing omnichannel e contínua para manter o fluxo de nutrição e conversão.

5. Invista no engajamento

A conversão e a venda não são a parte final de um planejamento de marketing para o seu e-commerce, pois é preciso reter os clientes e nutrir de maneira constante.

Essa etapa do funil exige que se continue agregando valor à experiência da marca, e assim gerar novas compras ou indicações, fidelizar e melhorar a satisfação do cliente.

O planejamento de uma fábrica de etiquetas para produtos de limpeza, por exemplo, pode apontar para a produção de conteúdo para nutrir o relacionamento pós-venda. 

Exemplos possíveis são técnicas como o storytelling, estudos de caso e postagens envolventes nas redes sociais. 

Com isso é possível engajar os clientes, e fazê-los tornar as histórias conteúdos virais, de uma maneira positiva, evidenciando aspectos sobre a marca, a experiência do cliente, e a eficiência geral da empresa.

Conclusão

Apesar de ser um planejamento de marketing para o seu e-commerce, nada se constrói sozinho, ou se sustenta apenas com uma pessoa. 

É preciso contar com fornecedores de matéria-prima, parceiros comerciais, funcionários eficientes e, primordial, a participação do público-alvo como consumidores.

Dessa forma, é importante que, dentre todos esses elementos, os membros de escritórios de arquitetura, por exemplo, possam acessar a ferramentas de planejamento e estratégia de marketing digital, desde que testadas e comprovadas.

Assim, com modelos personalizados e treinamento projetado para ajudar no desenvolvimento do comércio eletrônico, fica mais fácil conquistar clientes de alto valor e alinhar toda a equipe em prol desse desenvolvimento.

Por meio de estrutura simples e implementação passo a passo ao planejar, competir, agir, converter e engajar, é possível gerenciar e otimizar toda a estratégia de marketing, e começar a gerar os resultados necessários de uma maneira rápida e segura.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.