Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Gerenciamento Marketing Digital SEO Thaís Correa

Copywriting: 8 dicas para escrever textos atrativos para conversão

Copywriting é a produção de textos que tem como objetivo convencer o leitor a realizar uma ação esperada pela marca, como preencher o formulário de contato, comprar um produto, dentre outras.

Essa estratégia é trabalhada pelas áreas de vendas e marketing, por meio de canais online e offline. Contudo, muitos redatores e empresas têm dificuldades para escrever textos realmente convincentes e persuasivos.

Existem dúvidas de todo tipo, principalmente em relação aos argumentos que podem ser utilizados, sem ferir o direito de escolha do usuário.

O propósito é convencer o público por meio do uso estratégico de palavras, além de encantar e fazer com que o leitor siga as ações indicadas no material. Qualquer profissional que consiga fazer isso, certamente já tem domínio de algumas habilidades necessárias.

A produção de conteúdo faz toda a diferença em uma estratégia de marketing, tanto é que um dos principais pilares do marketing digital é o marketing de conteúdo.

Entregar materiais ricos para o público é a melhor forma de aumentar as conversões e a rede de clientes. Portanto, neste artigo, vamos explicar o conceito de copywriting, dar algumas dicas sobre o assunto e mostrar seu funcionamento. Confira!

O que é copywriting e qual sua importância?

O copywriting nada mais é do que a produção estratégica de conteúdos focados na conversão do leitor e que induzem à realização de uma ação específica.

Copy é o texto, e para que ele seja persuasivo, é necessário usar gatilhos mentais que despertam o interesse do usuário, gerando conversões e vendas para a marca.

Por exemplo, uma loja de móveis planejados pode escrever um conteúdo explicando por que as cozinhas planejadas de luxo valem a pena e incluir uma chamada para levar o leitor a preencher o formulário de contato.

A partir disso, a empresa em questão começa a se relacionar com essa pessoa, até que esteja pronta para adquirir seus produtos.

Só que é importante entender que a chamada para ação (CTA) é o principal elemento do texto, visto que, ao longo da jornada de compra, o potencial cliente precisa realizar algumas ações, como:

  • Assinar a newsletter;
  • Fazer download de materiais;
  • Ler outro texto;
  • Preencher o formulário de contato.

Tudo vai depender da estratégia estabelecida, mas independentemente de qual seja o objetivo, por meio dessa técnica, a organização consegue cativar a atenção do leitor e fazer com que ele siga suas orientações.

Logo, o copywriter é um profissional que educa a persona da empresa em relação aos seus produtos e serviços, mostrando ao longo dos materiais que ela apresenta a melhor solução para as suas necessidades.

Tudo acontece por meio de materiais ricos e de boa qualidade, como no caso dos textos, e-books, whitepapers, dentre outros.

Como funciona uma estratégia de copywriting?

O responsável por produzir os materiais é o copywriter, um profissional que desenvolve textos persuasivos, utilizando gatilhos mentais que despertam o interesse do leitor.

Um texto focado em cortina romana com blecaute para quarto ajuda a aumentar as conversões e vendas da loja. Mas, para que essa estratégia realmente funcione, primeiro a marca deve definir sua persona.

A persona é o tipo de cliente que a empresa quer atingir, e ao conhecê-la, saberá como atender suas expectativas e necessidades. Isso acaba por gerar interesse nos consumidores e fazê-los descobrir necessidades que não conheciam.

Como montar uma estratégia de copywriting

Escrever bem é muito importante para o copywriter, mas não é a única característica que ele precisa ter para converter o leitor em cliente.

Essa prática envolve três elementos fundamentais que precisam ser respeitados na hora de produzir conteúdos, independentemente do tipo de material.

É necessário inspirar o leitor, criar um relacionamento entre ele e a empresa e motivá-lo a tomar uma atitude em relação à oferta.

No entanto, além de seguir esses princípios, é fundamental saber como planejar a estratégia de copywriting, de modo que o conteúdo seja vantajoso para o leitor e para a marca. Algumas estratégias importantes são:

1.    Ter um objetivo em mente

Um fabricante de ar condicionado cozinha industrial deve ter um objetivo em mente para facilitar o trajeto do cliente dentro do funil de vendas.

Uma das formas de fazer isso é por meio do calendário editorial, onde a companhia programa a publicação dos conteúdos e o lançamento de campanhas, podendo explorar datas comemorativas e feriados importantes.

2.    Conhecer o público-alvo

Se o negócio não sabe para quem vai escrever, simplesmente não vai conseguir convencer o leitor e nem atrair um bom número de acessos.

O primeiro passo a ser dado é definir a persona, um personagem semi-fictício que representa o perfil de cliente ideal, e suas características partem de dados reais de clientes. Dentre as informações que ela precisa reunir, estão:

  • Idade;
  • Sexo;
  • Profissão;
  • Problemas;
  • Necessidades.

Qualquer tipo de informação relevante precisa ser considerada para montar uma boa estratégia de copywriting. É assim que a marca vai produzir conteúdos orientados aos potenciais clientes e com uma abordagem compatível com a realidade deles.

3.    Fazer pesquisas

O blog de uma empresa de limpeza de poltrona é referência em certos assuntos porque oferece conteúdos que atendem às necessidades do público.

Isso é possível por meio de muita pesquisa e dedicação, fatores essenciais para produzir um conteúdo de qualidade, relevante e capaz de entreter e educar a audiência.

4.    Usar tom de voz e linguagem adequados

Para abordar seu público e fazer com que as pessoas se identifiquem com os materiais, é necessário estabelecer um tom de voz e uma linguagem compatíveis com a realidade delas.

Depois que a persona é definida, essa tarefa se torna muito mais simples, além de tornar os conteúdos acessíveis e de fácil compreensão para clientes e potenciais clientes.

5.    Ser criativo

Se você pesquisar sobre qualquer coisa na internet, como capa para sax soprano, certamente vai encontrar uma enorme quantidade de materiais. Mas as empresas que conseguem se destacar são aquelas que oferecem um diferencial.

De nada adianta entregar apenas conteúdos básicos e que podem ser encontrados em blogs do mesmo segmento. Fazer isso não atrai a atenção da persona.

A marca vai se destacar e conquistar a confiança do visitante se demonstrar exclusividade em seus materiais.

A criatividade é um fator-chave nesse processo, além de demandar muita pesquisa para que o conteúdo seja único e contenha informações inéditas e relevantes.

6.    Criar bons títulos

O título é o primeiro tópico que o visitante vai ler, por essa razão, é um dos elementos mais relevantes, inclusive para os buscadores.

Existe uma grande gama de possibilidades, como “x dicas para usar escada de mármore travertino”. Ele também pode sugerir uma pergunta, apresentar o tema, fazer uma provocação, dentre outras formas.

Independentemente dessas características, o ideal é que ele seja direto e deixe claro o assunto que será trabalhado e o tipo de solução que está trazendo.

Lembre-se ainda de que o título deve contar com a palavra-chave e não ultrapassar 55 caracteres, pois isso garante que ele apareça completo para o usuário no ranking de resultados.

7.    Usar verbos de ação

Um bom copywriting é aquele que provoca sentido de urgência, que faz o leitor pensar que se não seguir a orientação, vai perder uma grande oportunidade.

Tendo em vista que o principal objetivo do copywriting é fazer com que o usuário siga uma instrução, ele precisa saber o que deve ser feito, e a melhor forma de orientá-lo é por meio de verbos no imperativo.

Tal como “entenda a importância de usar laje h12 isopor em seu projeto”. Ou seja, os verbos imperativos precisam estar presentes no título, na chamada e nos intertítulos.

8.    Usar dados e pesquisas

Usar números no título mostra logo de cara para o leitor a quantidade de dicas que ele vai ler, e como no caso do título deste conteúdo que você está lendo agora.

Se o propósito é comprovar uma informação, o texto terá mais credibilidade se citar dados e pesquisas realizadas por órgãos reconhecidos.

Um exemplo é citar uma pesquisa de uma instituição de confiança sobre a quantidade de estabelecimentos comerciais que utilizam laudo nr 24.

Perceba que o órgão em questão pode ser reconhecido e relevante para os empreendedores, e que qualquer orientação e informação passada por ele é dada como verdadeira e útil para os interessados. Consequentemente, seu texto terá o mesmo valor.

Considerações finais

O copywriting é uma estratégia que cresceu muito nos últimos anos por conta da era da informação e da necessidade das pessoas em consumir conteúdos ricos e relevantes.

Os consumidores passaram a valorizar empresas que investem nesse tipo de material porque querem se relacionar com elas, e as companhias podem se valer dessa necessidade para orientar os visitantes e aumentar suas conversões.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.