Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Fontes Gerenciamento Marketing Digital Thaís Correa

Posição zero no Google: o que é?

Não dá para negar que há muitas novidades no marketing digital, mas também é verdade que algumas se sobressaem e merecem bem mais atenção. É o caso da posição zero no Google e desse motor de busca como um todo, que é fundamental.

De fato, nas últimas décadas o Google foi ganhando cada vez mais protagonismo no universo da esfera digital. Primeiro ele fez isso superando os demais buscadores, como Bing, Yahoo e Ask Brasil.

Depois, foi questão de tempo até ele se tornar imprescindível não apenas entre seus concorrentes, mas também como estratégia absoluta de marketing. Hoje, qualquer grande marca precisa estar bem posicionada nessa plataforma.

Por exemplo, se uma loja que vende pulseiras personalizadas para eventos consegue a primeira página da SERP (sigla em inglês para Search Engine Results Page, isto é, a “Página de Resultados de Mecanismos de Pesquisa”), ela cresce e muito.

Portanto, não se trata apenas de uma questão de status e de fortalecimento de marca, embora também seja isso. Mas trata-se sobretudo de uma questão comercial, de geração de tráfego, captação de leads e, naturalmente, aumento nas oportunidades.

Afinal, quanto mais contatos comerciais promissores seu marketing e seu time comercial conseguirem trabalhar, maior será o número de negociações e de vendas no fim do mês. O que aumenta a receita geral e, por consequência, a própria lucratividade.

Daí que seja tão importante saber implementar uma estratégia como a do Google, que pode ajudar em todas essas frentes. Desde que seja bem compreendido e bem aproveitado, levando em conta cada uma das suas funcionalidades.

É aí mesmo que surge a questão da posição zero, algo relativamente novo na plataforma. Antes o mais comum era focar em duas estratégias, que são as dos patrocínios, os famosos links patrocinados e custo por clique, além da de SEO, para crescimento orgânico.

Neste segundo caso temos o Search Engine Optimization (Otimização de Página para Motores de Busca), que o blog de uma fábrica de etiqueta termocolante personalizada pode implementar para ficar bem ranqueado, sem pagar por isso.

Com o tempo os anúncios evoluíram, permitindo outras modalidades além do custo por clique (CPC), assim como os algoritmos ou parâmetros para fazer SEO também estão sempre em constante evolução. Sem falar nas abas de Shopping, Voos e outras comerciais.

Essas duas são interessantes, pois refletem bem o quanto o Google está disposto a se tornar um verdadeiro portal do que hoje se chama superaplicativo, que são soluções digitais que integram todo tipo de serviço e produto que uma pessoa pode precisar.

O Google Maps vai na mesma linha, já que os mapas estão perfeitamente integrados com os endereços comerciais e estabelecimentos. No fundo, seu GPS se tornou um guia de compra e venda, que potencializa e muito os resultados das lojas ali presentes.

Todas essas tendências trazem as novidades de navegação, sempre pensando na melhor experiência dos usuários e nos resultados que dá para entregar aos anunciantes. O ponto zero é justamente mais um recurso que ajuda nisso tudo.

Trata-se do que o Google chama de snippets em destaque. Esse termo em inglês quer dizer “trechos”, de modo que na prática o que eles trazem são perguntas mais frequentes para uma determinada palavra-chave, como divisória de gesso vazado.

Ao escrevê-la na barra de pesquisa e dar enter, os resultados aparecem de forma sensivelmente alterada. Antes havia dois campos, o dos patrocínios, com quatro anunciantes, e logo abaixo os orgânicos, com dez ou doze links.

Hoje os snippets aparecem logo abaixo dos anunciantes, em cima dos resultados orgânicos, o que obviamente muda a dinâmica e dá a eles uma importância tremenda. Sendo que ele aparece na forma de perguntas pré-estabelecidas e intuitivas.

No caso da divisória, por exemplo, é possível ver questões como “O que é mais barato, gesso ou drywall?”, ou “Como dividir ambiente com parede de gesso?”, ou ainda “Qual o valor do metro da parede de gesso?”.

O grande diferencial é que esses snippets são caixas de perguntas. Então, ao clicar nelas você descobre por que se chamam trechos: a caixa se abre e traz uma parte destacada da página, que responde a pergunta sem você precisar abrir o site todo.

Deste modo, o site de uma papelaria que vende envelope papel kraft personalizado pode criar e configurar suas páginas sobre essa palavra-chave, de tal modo que elas respondam os principais snippets da área, com isso ganhando destaque abaixo dos anúncios.

Basicamente, podemos afirmar que os snippets se tornaram mais um critério de SEO entre os demais parâmetros e algoritmos que ajudam uma página a conseguir ficar bem ranqueada no campo orgânico, sem que seja preciso pagar.

Também foi por isso que decidimos escrever este conteúdo especial, que aponta o que exatamente é o ponto zero do Google. O que implica explicar para que serve, por que é importante e quais os benefícios pode trazer no curto e longo prazo.

Diante disto, se o que você deseja é justamente aprender mais uma tática que pode contribuir para seu melhor posicionamento no Google, com isso gerando mais leads e melhorando suas vendas, então basta seguir com a gente na leitura.

O que é a posição zero?

Já vimos que se trata de um campo novo que aparece entre a seção de anúncios e a seção orgânica, em forma de caixa de perguntas e respostas dinâmica, que reage após um clique, abrindo um texto curto que amplia aquele conteúdo.

Tudo isso sem precisar abrir o site ou chegar a clicar em qualquer link que seja, o que evidentemente agiliza e muito a vida dos usuários da plataforma. O que precisamos entender aqui é a lógica por trás dessa novidade.

De fato, tudo que o Google faz é pensando na experiência do usuário. Mas ele também não chega a ser uma instituição filantrópica, de modo que precisa conciliar essa preocupação com demandas comerciais, anúncios, monetização, e daí em diante.

No caso, os snippets de uma palavra-chave como cortina para cozinha sob medida têm o potencial de fazer com que as pessoas passem mais tempo na página inicial da plataforma, o que aumenta seu valor e permite cobrar mais caro dos anunciantes.

Com isso, o motor de busca mais famoso do mundo, que já se tornou a maior vitrine digital do planeta, consegue agradar a todos os lados ao mesmo tempo. Pois ajuda o visitante, cria valor para o anunciante e ainda lucra mais com isso.

A empresa que deseja se posicionar ali precisa entender melhor isso, para que sua cultura de criação de conteúdo seja compatível com a do Google. O grande segredo, portanto, é sempre pensar em gerar valor, sem esquecer sua lucratividade.

Dominando os snippets

A próxima questão que sempre surge depois de explicar a posição zero, ou qualquer outro algoritmo do Google, é sobre como conseguir implementá-lo, de modo a conseguir mais pontos e ficar melhor ranqueado nas páginas de busca.

Porém, tal como no caso de todos os demais parâmetros, aqui não existe uma certeza única e indiscutível. Pelo contrário, o que há são insights e indícios do que precisa ser feito.

Sem deixar de levar em conta o que dissemos acima, que é o fato de que o foco sempre será o conteúdo original, gratuito e que agregue mais valor.

Na prática, uma empresa de copo de brinde para festa precisa formatar seu artigo sobre essa palavra-chave com alguns elementos essenciais, tais como:

  • Títulos H1, H2 e H3;
  • Parágrafos curtos e objetivos;
  • Listas com bullets ou números;
  • Tabelas comparativas.

Ou seja, é preciso que a inteligência artificial do Google encontre as respostas para a pergunta do snippet em sua página, o que exige que ela tenha uma formatação tão prática e clara quanto a própria caixa de perguntas da posição zero.

Quando uma página de vidraçaria 24 horas atinge essa sinergia, aí sim ela começa a ficar mais tranquila e conseguir um ranqueamento orgânico positivo.

Importância e benefícios

A importância de investir nos snippets é a mesma de investir em SEO como um todo, sendo que é preciso destacar o fato de que os dois andam juntos.

Assim, antes de dominar a posição zero, você precisa já estar entre os primeiros resultados da primeira página. Ou seja, o snippet é um a mais e não um substituto.

O cálculo que se faz é que uma página de aluguel de impressora precisa estar entre os quatro ou cinco primeiros links para conseguir, na sequência, chegar à posição zero.

Os benefícios podem ser mensurados na base de que mais de 50% das pessoas não têm passado da posição zero, pois ela costuma resolver seu problema ali mesmo. Os dados são dos próprios relatórios do Google Inc. Reports.

Considerações finais

Tudo que trata do Google é importante, já que esse motor de busca se tornou uma verdadeira plataforma de soluções gerais na vida das pessoas.

Acima mostramos como qualquer empresa pode entender o que é a posição zero, e com as dicas que demos, como dominar a seção dos snippets, alcançando resultados incríveis.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.