Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Gustavo

Como evitar o chargeback no e-commerce?

Descubra o que é chargeback e o passo a passo para solicitá-lo!

O uso de cartões no Brasil está se tornando cada vez maior, consolidando-se como o meio de pagamento mais utilizado por aqui. No entanto, quando olhamos a nossa fatura, podemos encontrar algo que não parece familiar, que não foi comprado por nós mesmo. Para reverter a situação podemos solicitar chargeback.

Você já ouviu falar no termo? Apesar de parecer novo, o chargeback faz parte de inúmeras tentativas bem-sucedidas de fazer o e-commerce seguro. Assim, tanto os comerciantes digitais estarão protegidos em seus negócios quanto os clientes sentirão segurança no momento de fechar o carrinho.

Quer conhecer um pouco mais sobre o termo, entender como funciona e saber quais são os deveres e responsabilidades dos comerciantes? Então você está no lugar correto! Continue a leitura até o final para conferir tudo.

O que é chargeback?

Um chargeback é um processo pelo qual o titular do cartão pode contestar uma cobrança em seu cartão de débito ou crédito e, se for bem-sucedido, terá essa cobrança reembolsada. Os clientes que desejam rever uma cobrança entram em contato com seu banco e fornecem informações sobre o motivo da contestação.

O significado da palavra chargeback é bastante simples. O banco cobrará de volta o valor da transação contestada para o comerciante, devolvendo o dinheiro ao titular do cartão sem a necessidade da aprovação do comerciante.

Quando o titular do cartão contesta uma cobrança, os bancos geralmente analisam a transação e, se o motivo da disputa for válido, fornecem um crédito provisório à conta do cliente enquanto a reclamação de chargeback é resolvida.

Pense da seguinte maneira: um cartão de crédito é perdido ou roubado e usado para fazer compras fraudulentas. Antes da Emenda sobre cobrança justa de crédito, o titular do cartão provavelmente teria pouco ou nenhum recurso para receber seu dinheiro de volta depois que o comerciante tivesse recebido o pagamento.

Como funciona o chargeback?

Confira um passo a passo de como o chargeback deve ser  solicitado pelos consumidores:

  1. o titular do cartão contesta uma transação com o banco emissor, que então estende o crédito provisório;
  2. o banco emissor pode, opcionalmente, enviar uma solicitação de recuperação ao banco adquirente (o banco do comerciante) para obter informações adicionais;
  3. os bancos adquirentes e emissores resolvem a disputa se possível, caso contrário, o banco adquirente transmite uma notificação de estorno por meio do banco adquirente para o comerciante;
  4. o comerciante aceita o chargeback ou luta contra ele, enviando a cobrança junto com uma carta de refutação e as evidências necessárias para refutar a reivindicação por meio de representação;
  5. o banco emissor analisará as novas evidências e tomará uma decisão final. Se decidirem a favor do comerciante, o crédito provisório será revertido e devolvido ao comerciante;
  6. nesse ponto, qualquer parte insatisfeita com a decisão pode solicitar uma revisão adicional, o que coloca o processo de estorno na fase de pré-arbitragem;
  7. se os bancos não chegarem a um acordo durante a pré-arbitragem, o processo entra em arbitragem. A rede de cartões examinará as evidências e tomará uma decisão final.

Qual a diferença de chargeback para reembolso?

Em um chargeback, o titular do cartão contata o banco emissor para forçar o estorno de uma transação. Em um reembolso, o cliente entra em contato primeiro com o comerciante, e o comerciante pode iniciar um pagamento de devolução, evitando as taxas e outras consequências associadas aos encargos.

Todo pedido de chargeback precisa ser acatado por comerciantes?

No caso de um chargeback parecer ilegítimo, é importante que os comerciantes revidem por meio de representação sempre que possível. Embora um cliente possa alegar que uma transação foi fraudulenta, os comerciantes muitas vezes têm evidências para provar o contrário, o que pode permitir que eles recuperem suas perdas.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.