Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Gustavo

5 dicas para quem vai começar a escrever profissionalmente

Investir em conhecimento e ser organizado são algumas medidas essenciais; veja mais dicas

Quem gosta de escrever já pensou pelo menos alguma vez na vida em como trabalhar com isso. Escrever profissionalmente é um trabalho que demanda conhecimentos não apenas sobre gramática e ortografia, mas também sobre o processo de escrita em si e, claro, sobre os assuntos que serão abordados.

Por isso, começar a escrever profissionalmente exige atenção em alguns pontos desse processo, que vão desde os estudos para se inserir no mercado até os cuidados com a saúde mental e física durante o trabalho. Isso abrange até mesmo a organização em cadernos e agendas e os cuidados com o escritório em home office

1. Invista em conhecimento

Assim como em qualquer profissão, escrever profissionalmente exige conhecimentos específicos que vão além de uma boa gramática (apesar de isso também ser importante). Por isso, quem deseja começar no ramo precisa investir tempo, dinheiro ou os dois em cursos, workshops, pesquisa, orientação, entre outros, que ajudem na profissão.

Por exemplo, escrever livros é diferente de escrever artigos para um site, o que também é diferente de escrever conteúdos para redes sociais. Assim, é interessante entender quais as diferenças entre cada tipo de texto e como construir cada um deles. 

2. Comece por um assunto que domine

Para quem ainda sente algum tipo de insegurança quanto à qualidade do texto, é interessante começar a escrever sobre um assunto que tenha interesse ou que domine. Isso facilita a escrita e a coesão das ideias, já que o tema já faz parte do repertório e dos conhecimentos de quem está escrevendo. 

Além disso, quando o escritor ou redator já conhece sobre algum assunto específico, a chance do texto ser mais aprofundado e com detalhes interessantes aumenta, o que é ótimo para o leitor. 

3. Não abra mão dos itens de escritório corretos

Trabalhar sentado o dia todo de frente com o computador pode ser desgastante fisicamente se não houver o cuidado necessário com o ambiente ao redor. Um local desorganizado, por exemplo, pode atrapalhar a concentração e aumentar o estresse a longo prazo. Por isso, é sempre importante ter elementos que auxiliem nessa organização, como cadernos, agendas e planners.  

Outro ponto muito importante é ter um local adequado fisicamente, com uma boa cadeira, mesa na altura correta e acessórios que auxiliem na ergonomia, como teclado, mouse, suporte para notebook, entre outros itens que evitem problemas de postura e dores na coluna e membros. Isso vale principalmente para quem estiver trabalhando no modelo home office. 

4. Divulgue seu trabalho

Todo trabalho precisa ser divulgado, principalmente por quem deseja trabalhar em formato freelancer como redator ou escritor. Por isso, usar redes sociais profissionais, como o Linkedin, ou participar de grupos de redatores no Facebook ou Telegram podem ser maneiras simples de divulgar seu trabalho e ainda ficar de olho nas vagas que aparecem por lá. 

Outras maneiras de fazer isso é entrar em contato com empresas, recrutadores e agências oferecendo seu serviço e falando sobre suas experiências. Também é possível fazer essa divulgação pelas redes sociais, como muitos profissionais fazem atualmente.

5. Crie um portfólio

Um portfólio nada mais é do que um conjunto de arquivos utilizados para mostrar seu trabalho a um possível cliente. Pode ser uma página na internet, um blog ou uma pasta de arquivos em nuvem que será enviada como exemplo da sua competência na escrita. O ideal é separar os melhores textos já feitos, focando em algum tema específico ou não, dependendo do cliente. 

Vale lembrar que o redator só pode divulgar textos assinados, sem contrato de ghostwriter (“escritor fantasma”). Uma maneira de aumentar esse portfólio é criar textos independentes sobre diferentes assuntos, visando sempre a qualidade, o formato e o foco. 

Existem inúmeras possibilidades de se trabalhar com a escrita: dentro de uma empresa, de maneira freelancer, para agências de comunicação ou de maneira independente, vendendo textos após sua produção. Além disso, há uma gama de diferentes tipos de textos que podem ser desenvolvidos.

Ou seja, entrar para o ramo tem seus desafios, porém com as dicas é possível passar pelo processo de maneira mais fácil e conseguir encontrar seu caminho na carreira.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.