Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Henrique

Microbiota da pele: conheça os microrganismos presentes em nós

Bactérias, fungos e vírus que trabalham para proteger nossa saúde.

A pele tem a função de proteger nosso organismo contra a ação de agentes externos, evitando a perda de água e demais substâncias fundamentais para nossa saúde. Porém, o que poucos sabem é que na pele residem diversos microrganismos, responsáveis por formar a microbiota da pele.

Bactérias, fungos e, até mesmo, vírus ajudam a controlar nosso sistema, oferecendo proteção imunológica, prevenindo o aparecimento de germes e mantendo o pH em equilíbrio. A concentração de bactérias varia conforme a região do corpo, seja nas áreas oleosas, hidratadas ou secas.

Ao conhecer as características da microbiota fica mais fácil encontrar os produtos certos para cuidar da saúde da pele. Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre microbiota da pele e quais os principais cuidados.

Microbiota da pele

As bactérias que compõem a microbiota ajudam a proteger nosso organismo contra possíveis patógenos, fortalecendo o sistema imunológico. Elas estabelecem uma relação comensal com nosso corpo, beneficiando-se de outro ser vivo, como o ser humano.

Importância da microbiota da pele

Através de suas características, as bactérias, fungos e vírus conseguem equilibrar o microbioma da pele, evitando o surgimento de doenças e infecções. Existe uma maior concentração de microrganismos nas regiões mais úmidas do corpo, enquanto nas áreas mais secas, a quantidade é menor.

O rosto e as costas são exemplos de zonas mais oleosas, já os antebraços compreendem a área seca, assim como outras partes do corpo.

Principais microrganismos presentes na microbiota da pele

Staphylococcus aureus

Presente na microbiota da pele e no trato respiratório, o Staphylococcus aureus tem características positivas, mas também pode agir como oportunista, provocando sintomas adversos, como dermatite, coceira e vermelhidão. Além disso, o patógeno tem se mostrado resistente a antibióticos, causando preocupação na área da saúde.

Propionibacterium acnes

Causador da acne, o microrganismo é facilmente encontrado na pele, porém apenas alguns indivíduos desenvolvem seu aspecto acneico. A pele oleosa é um dos fatores favoráveis ao surgimento e proliferação da bactéria.

Portanto, é imprescindível manter a limpeza do rosto em dia e ter bons hábitos alimentares e de cuidados pessoais.

Malassezia spp

Já o último da lista consiste em um fungo presente na microbiota da pele, principalmente nas zonas mais oleosas do corpo, sendo que o Malassezia spp utiliza os lipídios do sebo para garantir sua sobrevivência.

Além das bactérias e fungos citados acima, existem outros milhares de microrganismos em nossa pele, trabalhando em equilíbrio para preservar nossa saúde.

O que prejudica a microbiota da pele

Os hábitos de higiene estão diretamente relacionados ao equilíbrio da microbiota da pele, mantendo a saúde do seu organismo. Algumas práticas podem oferecer riscos, prejudicando a ação dos agentes e deixando o caminho livre para bactérias e fungos causadores de doenças.

Estresse, uso indevido de cosméticos, sabonetes e produtos que removam essa camada natural, podem causar reações adversas e deixar sua pele exposta aos patógenos.

Indícios de desequilíbrio da microbiota

A pele é um reflexo da saúde do corpo e, em muitos casos, ela deixa transparecer o desequilíbrio de seus organismos. Conheça alguns sinais que indicam a real condição da microbiota da pele:

  • oleosidade em excesso;
  • ressecamento;
  • caspa;
  • acne excessiva;
  • vermelhidão;
  • coceira;
  • sensibilidade.

Como cuidar da microbiota da pele

Com hábitos de higiene saudáveis e diários, é possível manter a microbiota da pele em equilíbrio e, consequentemente, fortalecer seu sistema imunológico, fundamental no combate a doenças e vírus.

Portanto, conheça os principais cuidados para colocar em dia:

  • Tome banho morno, visto que a temperatura alta da água pode ser prejudicial para a pele, eliminando as bactérias boas e favorecendo o aparecimento de infecções;
  • Use sabonetes que ajudem a manter a hidratação e o pH natural da pele;
  • Mantenha a pele hidratada;
  • Escolha um hidratante com ativos prebióticos para auxiliar na ação da microbiota;
  • Use sempre filtro solar, independente da condição climática e do seu tom de pele.

 

Ao incluir os hábitos acima em seus cuidados pessoais diários, você contribui para a manutenção da microbiota da pele, protegendo seu organismo contra bactérias oportunistas.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.