Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Tutoriais Blogger Bruna Farias

3 dicas de identidade visual para as redes sociais

O meio digital cresce mais a cada dia que passa, e mais pessoas se interessam por maneiras de se promover e deixar sua marca na internet, principalmente nas redes sociais. Hoje entenderemos como é importante ter uma identidade visual relevante na sua página.

É de conhecimento geral que, atualmente, as redes sociais são muito influentes no dia a dia das pessoas e também das empresas. Milhões de usuários ao redor do mundo inteiro interagem com outras pessoas e postagens 24 horas por dia.

Com tamanha influência e quantidade de acessos, não demoraria até que empresas ou pessoas que pretendem promover seu trabalho em meio às redes aparecessem, tudo isso de forma rápida e prática, sem precisar realizar entrega de documentos.

Porém, com tantas pessoas e estilos de negócios crescendo, tudo começou a ficar muito genérico e se tornou realmente difícil distinguir quem era quem, pelo menos a um primeiro momento, obrigando a todos a criarem a própria identidade visual.

Neste artigo, entenderemos um pouco mais sobre o que é identidade visual, qual a sua importância e dicas para aplicá-la em suas redes sociais, seja você uma empresa ou uma pessoa comum, podendo essas dicas serem aplicadas até em banner impressão digital.

Qual a importância da identidade visual?

Antes de mais nada, vamos entender e nos aprofundar no conceito de identidade visual. Ela nada mais é do que alguns elementos gráficos e visuais que representam o que é a empresa, seus valores e sua visão de mercado e de mundo.

Caso o conceito não tenha ficado tão claro, pense que a principal função da identidade visual é fazer com que você lembre e associe o negócio a determinados elementos que existem ao nosso redor, desde cartão de visita pessoal até outros objetos.

Por exemplo, vamos imaginar que você tenha um amigo ou conhecido que utilize muito uma pochete. Toda vez que você ver uma pochete, a chance de se lembrar desse amigo é muito grande, e é isso que deve ser buscado ao investir em uma identidade visual.

Para que uma empresa ou você promova sua imagem, tanto nas redes sociais quanto em sites, blogs e páginas na internet, é necessário destacar as melhores qualidades que definem sua imagem e deixá-las únicas e o mais interessantes possíveis.

Para tal, seja sua empresa focada em serviços de gestão patrimonial ou em vender camisetas, devem ser traçadas estratégias de marketing e um estudo de caso para saber qual a personalidade do seu negócio, como as cores e formas que a definem.

Existem muitas empresas que conseguem desenvolver tão bem a sua identidade visual que apenas as suas cores já são um grande lembrete delas. Caso você consiga fazer um trabalho como esse, você já pode se considerar uma grande referência no mercado.

Quais elementos compõem a identidade visual?

Você pode optar por contratar bons profissionais de design ou artistas gráficos para ajudar a compor a identidade visual de seu negócio ou página através das redes sociais, seja para divulgação de stand para evento ou qualquer outro produto ou serviço.

Ao começar, selecione as principais ideias que fazem parte da sua marca, ou seja, quais são as características mais marcantes dela. Caso já tenha uma logomarca ou uma foto de perfil bem trabalhada, avatares e artes, já é um bom começo.

A partir disso, a seleção de paleta de cores é essencial, pois ela dará vida a sua identidade. Por exemplo, se você vende algo relacionado a gelo, cores que variam entre branco e tons de azul podem ser o ideal.

Mas nem só disso é sustentada a sua imagem. A forma como você deixa a marca em postagens e vídeos também é importante, como um pequeno avatar que representa você, ou até mesmo um mascote que representa o negócio.

A identidade visual nas redes sociais

Agora, te daremos algumas dicas de como utilizar os elementos já descritos para serem aplicados em suas redes sociais, além de apontar alguns benefícios de se utilizar essas práticas. Porém, é bom ter em mente os seguintes critérios:

  • A identidade visual deve ser consistente;
  • Não poupe recursos em sua imagem;
  • Pense em como gostaria de ser lembrado;
  • Cuidado com a poluição visual.

Se você seguir estes critérios, as chances de acontecer o efeito inverso ao montar a sua identidade visual é bem menor, portanto, alugue uma sala comercial pequena ou se reúna em alguma sala de reunião, discuta com sua equipe e organize suas ideias.

1 – Adapte o seu conteúdo para cada plataforma

Ter uma boa identidade visual, relevante e com um bom alcance, vai muito mais além do que apenas ter uma foto de perfil e capa chamativa e interessante. Ela é totalmente relacionada à forma como você se comporta e o que você posta nas redes sociais.

A partir do momento em que você expressa alguma opinião ou faz um comentário sobre qualquer acontecimento nas redes sociais, isso pode ou não afetar as pessoas de formas diferentes, portanto, tome cuidado e pense muito bem nas postagens que faz.

Tão importante quanto saber o que escrever nas redes sociais é saber qual tipo de conteúdo conversa e se adapta melhor a cada uma delas, seja falando sobre o seu cordão para caneca no YouTube, Facebook, Instagram ou Pinterest.

Essa sensibilidade aumenta o engajamento do público e o alcance da sua marca, além de definir melhor como a sua empresa irá trabalhar com a sua imagem. O conselho é utilizar, no máximo, até três redes sociais, para que o conteúdo postado seja mais relevante.

Enquanto no Facebook, postagens sobre as cinco maiores dificuldades encontradas em seu ramo podem fazer sucesso, no Instagram você pode aproveitar os stories e fazer vídeos curtos e interessantes sobre os seus serviços e produtos.

Já o YouTube é o lugar onde você pode desenvolver melhor os assuntos, trazendo convidados para entrevistas, falar os pontos positivos e negativos em se investir em rótulos adesivos personalizados, fazer tutoriais ou vídeos DIY (Do It Yourself), entre outros.

2 – Mantenha a sua marca consistente

Como acabamos de ver, o tipo de conteúdo que vai para o Instagram, Twitter, Facebook, YouTube, entre outras redes sociais, são diferentes entre si e necessitam de certa sensibilidade para que sejam produzidos de forma assertiva.

Porém, independentemente da plataforma utilizada, a mesma marca deve ser utilizada em todas elas, para que assim seja mais fácil a identificação da sua página, perfil ou empresa com um simples olhar.

Isso evita também possíveis perfis fakes que possam tentar se passar por você para aplicar golpes. Então, lembre-se de manter a mesma imagem de perfil e capa em qualquer rede social, facilitando tanto a sua vida tanto, quanto dos seus seguidores.

3 – É necessário manter uma atividade constante

Seja na hora do lançamento de um produto muito esperado pelos clientes ou para divulgar a sua mais nova parceira com um novo influenciador, as redes sociais devem ser sempre atualizadas para que tudo funcione da forma como você espera.

As pessoas ficam o tempo inteiro nas redes sociais e seguem páginas e perfis porque esperam ser atualizadas das novidades e conteúdo que elas podem oferecer, seja algo mais empresarial e comercial, ou por puro entretenimento.

É interessante definir horários e dias de postagens e informar o seu público disso, criando uma espécie de expectativa e vontade de que chegue logo o dia programado, para que possam consumir o que você preparou para os seus seguidores.

Por exemplo, muitas pessoas trocaram a televisão pelo YouTube por seguirem o que querem e ver vídeos a hora que quiserem, portanto, se você marcar e prometer uma programação, cumpra-a para que não perca a credibilidade e fidelização do público.

Outro ponto importante é utilizar a sua marca para expandir o conteúdo e relevância postado através de situações que acontecem no dia a dia ou por memes e brincadeiras que são compartilhadas por todas as pessoas com bastante frequência.

Isso fará com que mais pessoas te conheçam, se identifiquem com a sua empresa ou perfil, além de engajar o público e ser compartilhado muitas vezes, podendo chegar a pessoas que nem sabiam da sua existência ou do seu negócio.

Considerações finais

Como vimos no decorrer do artigo, saber utilizar e aplicar de forma correta as suas ideias de identidade visual, embora não seja nenhum bicho de sete cabeças, é necessário planejamento e uma estratégia específica dependendo do seu público-alvo.

Se atente apenas com a quantidade de informações que você posta durante o dia para que não seja algo repetitivo ou que acaba incomodando seus seguidores. No quesito de imagem de perfil e capa, cuidado com a poluição visual.

Lembre-se que menos sempre é mais e, às vezes, colocar muitos elementos podem causar o efeito inverso ao que procura. Então, já pode colocar a mão na massa e investir na sua identidade visual.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.