Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Guest Post Bruna Farias

Marketing promocional: seu objetivo e 4 benefícios

Atualmente, nenhum empresário pode ignorar a importância de compreender o seu público-alvo e criar valor constantemente para ele. Hoje, o marketing promocional é um dos modos principais de fazer isso com eficiência e assertividade.

De fato, em um mercado cada vez mais competitivo e disputado, no qual os clientes também estão cada dia mais conectados e exigentes, a empresa que não conseguir se destacar na multidão vai acabar ficando para trás, fatalmente.

Imaginemos um negócio de buffet de massas. Ele pode não ter nenhum concorrente direto na rua em que está, mas quando ampliamos a ótica para considerar o bairro e a cidade, certamente o cenário muda bastante, mostrando o tamanho do desafio.

Com o advento da internet, que ficou famosa por “encurtar as distâncias”, isso se tornou ainda mais desafiador. Afinal, um cliente pode não apenas descobrir uma solução melhor do que a sua a qualquer momento, como pode criticar uma marca e denegrir sua reputação.

Existem plataformas digitais pautadas apenas nesse tipo de reclamação. Então, foi-se o tempo que era possível deixar os clientes pendurados no telefone tentando resolver um problema, hoje é preciso ter uma comunicação de excelência com eles.

Nesse contexto é que surge o marketing promocional, como um modo de criar conexão com os clientes e demonstrar uma consideração da marca para com eles.

Afinal, ao oferecer vantagens como descontos, brindes e até sorteios, a marca vai além do puro comércio ou estímulo pela compra. O que ela mostra é que valoriza seus clientes e suas economias, tornando-os mais próximos.

Por isso decidimos escrever este artigo, para deixar bem claro o objetivo dessa estratégia e quais são os principais benefícios que ela pode trazer ao negócio que souber aplicá-la.

O mais bacana é que as dicas servem para qualquer segmento ou nicho de mercado, seja uma papelaria que vende envelope personalizado a4 ou uma indústria que está precisando aumentar seu fluxo de caixa com base em um aumento de vendas.

Então se você quer compreender melhor como esse universo funciona, e tirar dele os melhores resultados no curto, médio e longo prazo, basta seguir adiante na leitura.

Marketing promocional: objetivos

Como vimos, o marketing promocional nada mais é do que um conjunto de ações, campanhas ou mesmo peças publicitárias que visam impactar um público-alvo por meio de promoções. Isto é, como algo sazonal e diferenciado, que foge da rotina.

Essas iniciativas tendem a conquistar novos clientes, fidelizar aqueles que já estavam na carteira, e ainda fortalecer a marca no médio e longo prazo. Assim, elas podem se constituir de várias frentes distintas, tais como:

  • Sorteios;
  • Saldos;
  • Amostra grátis;
  • Eventos;
  • Queima de estoque;
  • Brindes;
  • Descontos.

Enfim, há uma série de promoções especiais que uma loja ou empresa pode fazer, e com isso atingir os objetivos do marketing promocional. Além disso, esses propósitos podem ir um pouco além, focando em novos produtos e na experiência do cliente.

Por exemplo, um projeto de hotelaria pode fazer uma mega promoção de lançamento de uma unidade, medindo a temperatura do público, dos funcionários e até da adesão ou compreensão em relação à filosofia da marca.

Isso é muito comum em restaurantes, que fazem um soft opening para um grupo restrito de pessoas, com promoções em grande parte do cardápio.

Aqui vemos que o marketing promocional, ao lidar com a experiência do cliente, toca uma das maiores tendências do momento.

Portanto, mesmo que ele seja uma das estratégias mais antigas do mercado (existe algo mais clássico e tradicional do que fazer um saldão?), ele já mostrou seu poder de renovação e contextualização com o cenário atual e futuro.

1. Promoção da sua marca

A maior promoção corporativa que existe é a promoção da própria marca, no sentido de gerar uma autoridade em torno dela e demarcar um território no mercado como um todo.

Acima já mencionamos de passagem as diversas vantagens e benefícios do marketing de promoção, mas é possível aprofundar os pontos principais, enumerando um a um.

O fortalecimento da marca é o primeiro, pois tudo deve girar sempre em torno disso. Tanto que o maior cuidado que se toma ao fazer algo como um saldão ou queima de estoque é o do atendimento e suporte ao cliente.

De fato, não adianta vender todo o estoque acumulado e, no fim das contas, os clientes terem uma péssima experiência, com falta de vendedores para atender, confusão no tocante a preços, prazos, entrega e/ou instalação, etc.

Ou se for um produto customizado, como convites personalizados, vai ser fundamental cruzar a força de trabalho que a empresa tem com a demanda presumível, para equilibrar os dois pontos. Enfim, “vender mais” e gerar fluxo de caixa não é o único foco.

Por isso mesmo, o grande benefício principal do marketing promocional é que ele começa por promover a marca. O que toca, enfim, na questão do contato que o cliente tem com sua filosofia de trabalho, e não apenas com um produto ou serviço qualquer.

Um exemplo que já se tornou tradicional é o da Black Friday, que começou nos Estados Unidos, mas tem se tornado tradição em vários países do mundo, inclusive no Brasil.

Elas são a prova de que hoje em dia não basta ter um produto de qualidade, um preço diferenciado e um bom atendimento. É preciso unir tudo isso a uma Missão, uma Visão e um Valor que agreguem algo ao público-alvo.

2. Vencendo a concorrência

Outro benefício tremendo do marketing promocional é que ele traz à tona a importância de lidar com um mercado cada vez mais competitivo e concorrido.

De fato, hoje em dia uma marca não pode mais olhar apenas para si mesma (embora precise melhorar seus valores internos), nem tampouco para o público-alvo (embora seja fundamental entender os perfis da sua persona).

A grande prova disso é o papel que o benchmarking tem ganhado a cada dia que passa. Trata-se daquela metodologia de marketing que estuda o mercado com foco nos cases de sucesso do mesmo segmento ou nicho que o seu.

Assim, um estúdio para ensaio pode traçar metas agressivas de análise dos outros estúdios da sua região, ou que representem de algum modo uma possibilidade de levar alguns clientes seus, ou de captá-los antes.

Pois bem, se existe um modo de chamar a atenção constantemente e garantir que sua marca sempre estará no radar das pessoas, e na frente da concorrência, é fazendo uma boa gestão do marketing promocional.

Se o benchmarking ajuda a compreender o mercado, essa estratégia, por sua vez, ajuda a vencê-lo e firmar-se como uma referência no seu setor. Realmente, nos dias de hoje poucas coisas são tão importantes quanto isso.

3. O segredo da fidelização

Outro benefício inquestionável do marketing promocional, que merece ser aprofundado, é o do poder que essa estratégia tem no sentido de fidelizar os clientes que uma marca já conquistou.

Na prática, isso pode ser feito de maneira explicitamente voltada para quem já é cliente, aí é que está o segredo. Se a empresa vende placas informativas personalizadas, por exemplo, e vai testar novos modelos, pode abrir o carrinho primeiro para clientes antigos.

Hoje a fidelização também é muito comum no marketing digital, no caso de infoprodutos, como cursos e workshops. Assim, uma marca anuncia algo novo, diz que vai abrir o carrinho na segunda-feira, e no fim de semana já libera acesso para quem já é da casa.

Junto a isso vem, claro, um desconto no valor do produto. Esse tipo de ação promocional tem um poder enorme de fidelização, e vai muito além: ela pode fazer o que hoje se convencionou chamar de “evangelização”.

Ou seja, seu cliente não apenas fideliza e compra sempre, mas defende sua solução e passa a indicá-la por aí, como se fosse um “pregador” da sua marca.

4. Oxigenar a carteira de clientes

Por fim, atrair novos clientes é algo que também vai além do que imaginamos em um primeiro momento. Não se trata apenas de “vender mais”, porém, de construir algo sustentável.

Realmente, o marketing promocional tem um alto poder de fazer isso, portanto reduz o famoso CAC (Custo de Aquisição por Cliente), que é um dos índices mais importantes de um negócio.

Por exemplo, se a empresa vende pulseira de identificação para festa, ela só vai ter um ROI (Retorno Sobre o Investimento) bacana se atrair muitos clientes por meio das ações em questão.

Se ela investe em algo que deixa essa taxa muito baixa, o prejuízo no longo prazo pode ser decisivo. Já o marketing promocional, além de muitas vezes ser mais barato do que investir em anúncios e propagandas comuns, tem um CAC excelente.

Considerações finais

Neste artigo, deixamos claro quais são os objetivos do marketing promocional, e quais são os principais benefícios de colocá-lo em prática.

Também vimos que ele serve para produtos e para serviços, como locação de salas para treinamento, bastando adaptar a estratégia, como seria no caso de eventos, brindes e descontos.

Então, ao colocar as dicas em prática e compreender melhor, certamente qualquer empresa poderá vislumbrar um futuro muito mais promissor, tanto no curto quanto no médio e longo prazo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.