Junte-se a 22.515 pessoas que
decidiram aprender tudo sobre Criação de Blogs Profissionais e Redes Sociais.

Tutoriais Blogger Camila Fiori

Gestão de consultório: você conhece os custos da clínica?

Administrar um consultório requer muito planejamento e os custos para mantê-lo funcionando na pontas do lápis. Quer saber que custos são esses e como manter a saúde financeira da sua clínica em dia? Continue lendo!

No meio odontológico é muito comum que os dentistas sejam os donos do consultório em que trabalham. Entretanto, ao final do curso de odontologia a maioria dos estudantes saem preparados para dedicar-se a saúde bucal das pessoas, mas não para administrar o próprio negócio.

Por esse motivo, fazer a transição e passar de dentista a, também, gestor pode se mostrar um grande desafio que faz muitos erros serem cometidos.

Para manter um negócio próspero e estável é preciso, antes de qualquer coisa, saber quais são os custos envolvidos para mantê-lo funcionando.

Continue lendo para saber quais são os custos a ser considerados para você otimizar a gestão financeira do seu consultório!

 

Por que a gestão financeira é importante no seu consultório

Ao decidir abrir o próprio negócio você passa a ser responsável pela saúde, também, do seu consultório, de modo mantê-lo seguro mesmo com as variações do mercado e em meio a concorrência.

Por isso, ao fazer um planejamento financeiro você assegura estabilidade, segurança e longevidade à sua clínica e aos seus funcionários.

É preciso considerar que mesmo trabalhando com um serviço essencial à saúde um consultório nem sempre vai contar com alta demanda o ano inteiro, principalmente porque as as pessoa não investem como deveriam na saúde bucal, colocando outras prioridades à frente.

Você sabe o quão comum é as pessoas deixarem de fazer procedimentos corretivos e necessários, como com a  lente de contato dental e, até, um implante dental, não é mesmo?

Por isso, para assegurar a sobrevivência da sua clínica, é muito importante garantir que todos os custos sejam cobertos, mesmo em períodos de baixa demanda.

Abaixo, saiba quais são eles:

 

Quais os custos de uma clínica?

Custos fixos

São os custos que não têm variações mensais, ou seja,  eles continuam existindo independentemente dos serviços prestados no mês e não mudam de valor conforme o aumento ou diminuição do movimento da clínica.

São exemplos de custos fixos:

  • Aluguel;
  • Salários e encargos;
  • Pró-labore.

É importante ressaltar que, no caso do pró-labore, o valor precisa ser fixo e a retirada acontecer mensalmente, sempre em um data pré-estabelecida. Caso contrário, o fluxo de caixa será prejudicado, bem como a organização das finanças.

 

Custos variáveis

São os custos ligados aos serviços prestados e materiais utilizados pela clínica no mês. Esses custam variam de acordo com a demanda de atendimentos que você tem mensalmente.

Por exemplo: quanto mais procedimentos de lente de contato dente, mais facetas laminadas do tipo lente de contato você precisará.

Quanto mais implantes dentários você fizer mais parafusos de titânio e implantes serão usados. O custo gasto com o procedimento irá, inclusive, determinar diretamente o implante dentário preço médio.

Além dos custos citados acima há, também, despesas como investimentos em novos equipamentos, manutenção, especializações, reformas na clínica, entre outros. Entretanto, esses são gastos esporádicos que podem ser planejados a longo prazo.

 

Dicas para uma gestão eficiente do seu consultório

Aqui vão algumas dicas para você dar conta de acompanhar todos os custos de sua clínica e geri-los da melhor forma:

Fique atento ao fluxo de caixa

É uma ferramenta que te informa a movimentação diária do dinheiro que entra e sai da clínica. Por meio do fluxo de caixa, você saberá o capital que saiu para a realização de pagamentos, o que entrou a partir das consultas feitas e o saldo final do dia.

É aqui que você irá separar o que são os custos variáveis e fixos.

Acompanhar o  fluxo de caixa é fundamental para o controle dos gastos e o equilíbrio financeiro da sua clínica.

 

Cuide do capital de giro da sua clínica

O capital de giro é uma reserva de recursos destinada às necessidades financeiras da sua clínica ao longo do tempo. Basicamente, é ele quem irá assegurar a continuidade e funcionamento do consultório.

Portanto, sem capital de giro, sem negócio.

O SEBRAE classifica o capital de giro como “a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar”.

O capital de giro é o dinheiro que irá te socorrer em momentos de baixa demanda e crise, no entanto, deve ser utilizado com responsabilidade e apenas em momentos de necessidade ou investimento. O ideal é que o seu consultório consiga se sustentar sozinho.

 

Conte com a ajuda da tecnologia

Atualmente, o trabalho diário de gerir um negócio é facilitado por recursos tecnológicos que automatizam os processos de gestão.

Existem no mercado inúmeras opções de sistemas de gestão para o seu consultório, por isso, para escolher a alternativa que mais se adequa ao seu dia a dia, tenha em mente as suas necessidade e prefira aqueles que possuem integração com:

  • Financeiro;
  • Agenda;
  • Relatórios inteligentes;
  • Estoque;

 

A gestão define o futuro do seus consultório

Ao longo desse conteúdo você deve ter percebido que gerir os custos do seu consultório não é tarefa simples. Entretanto, a administração não precisa ser um bicho de sete cabeças.

Antes de se aventurar como empresário ou empresária, estude bastante,  tenha o planejamento para o seu negócio na ponta do lápis e se cerque de pessoas competentes e dispostas a te apoiar nessa empreitada. Dessa forma, além de um dentista de sucesso você será um empresário próspero.

Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Vue Odonto.

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing. Também escreve no seu blog Afiliados na web.

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing. Também escreve no seu blog Afiliados na web.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.